BOCAS DE LOBO E GALERIA CONSTRUÍDAS NA GILBERTO FILGUEIRAS NÃO ESTARIAM SUPORTANDO VOLUME DAS ÁGUAS

Bastou chover um pouco mais forte para que a Avenida Gilberto Filgueiras voltasse a apresentar um velho problema: a falta de escoamento das águas pluviais.

Na tarde de quarta-feira, dia 16, o site Avaré Urgente pode verificar que as bocas de lobo e a galeria que foi instalada recentemente em um trecho da via está sendo insuficiente para escolar o alto volume das águas

Uma parte das águas acabam sendo absorvida pelas bocas de lobo, porém um grande volume escorre para a via, ocasionando danos nas lajotas e, consequentemente, o aparecimento de novos buracos.

A obra não está 100% concluída. Falta ainda a pavimentação de um trecho da Avenida. As águas já estão afetando uma Rua que fica localizada ao lado de um novo loteamento que está sendo construído no Alto da Colina Verde.

No local foram instalados aproximadamente 920 metros de tubulação, 21 bocas de lobo, 13 postos de visita. Faltam ainda ais de 1000 metros quadrados de asfalto da Rua Constantina Martins Rodrigues, que liga a Avenida Gilberto Filgueiras até a Marginal da SP 255, local onde existia a erosão.

A obra foi executada em convênio com o Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional, e orçada em R$ 1 milhão.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.