AVARÉ TEM DÉFICIT DE QUASE 100 MÉDICOS NA REDE MUNICIPAL DE SAÚDE

03/02/2018
A cidade de Avaré tem déficit de quase 100 médicos na rede municipal de saúde. Os dados foram revelados pelo prefeito Jô Silvestre em um projeto que foi encaminhado a Câmara Municipal que redenomina cargos e altera a carga horária dos profissionais. A matéria é do jornal A Voz do Vale.

Segundo o documento, atualmente, a Prefeitura de Avaré possui 112 cargos criados para criados, porém, apenas 18 médicos estão trabalhando na rede municipal de saúde, ou seja, 94 cargos estão vagos. Ainda segundo a Prefeitura, foram efetivados 6 pedidos de exoneração.

A Prefeitura Municipal possui 60 vagas para médico Clínico Geral, mas apenas 15 estão trabalhando. Já para médico especialista, o município conta com 52 cargos criados, mas apenas 18 trabalhando, ou seja, 49 a menos que o necessário.

Segundo o prefeito Jô Silvestre, “a administração pública tem dificuldade para contratar médicos por meio de concurso público e, segundo consta dos últimos editais de concursos abertos, não houve êxito pela falta de candidatos inscritos”.

Ainda segundo o chefe do executivo avareense, os médicos estariam optando em trabalhar em cidades vizinhas, devido à baixa remuneração oferecida pela Prefeitura. Devido a isso, Jô Silvestre propôs aos vereadores a alteração na jornada semanal para as especialidades e para o Médico Clínico Geral, sem alteração dos salários fixados na referencia 15 inicial.

PROPOSTA – Segundo o projeto, a Prefeitura altera a carga horária dos profissionais para 10 horas semanais, ou seja, duas horas por dia. “A presente proposta foi motivo de vários estudos entre a Secretaria Municipal de Administração e a Secretaria Municipal de Saúde, ajustando a necessidade real e adequação necessárias a Lei de Responsabilidade Fiscal”.

O prefeito solicitou que os vereadores votem o projeto em caráter de urgência, já que a falta de médicos vem prejudicando o atendimento à população.

Segundo o Conselho Regional de Medicina (Cremesp), a falta de investimentos no setor público ocasiona condições de trabalho inadequadas e falta de segurança.

Fonte: A Voz do Vale



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.