AVARÉ PODE PERDER TÍTULO DE ESTÂNCIA TURÍSTICA

28/08/2017

Segundo informações da TV Tem de Itapetininga, Avaré corre o risco de perder o título de estância turística se não seguir algumas recomendações do Governo do Estado sobre investimentos em infraestrutura, informa a Secretaria Estadual de Turismo.

Segundo o órgão, isso pode acontecer com três das 70 estâncias turísticas do estado de São Paulo. Se rebaixado, além do título, Avaré não receberá mais a verba de R$ 2,5 milhões por ano.

Ainda segundo a Secretaria, as cidades que estão com obras atrasadas, ou que nem saíram do papel e usam os recursos estaduais destinados ao turismo tem mais chances de perder o título.

Na cidade, três obras que usam esse dinheiro estão paradas. O principal ponto turístico, a orla do bairro Costa Azul, era para estar pronto até o final de 2016, porém os imóveis e materiais de construção estão abandonados.

Para a revitalização do Camping Municipal foram orçados R$ 4 milhões, porém a obra também está parada. Já obra do “Arenão” começou em 2007, mas está parada desde 2009. No lugar já foram gastos R$ 1,6 milhões, mas agora para finalizar, a prefeitura informou que precisa investir mais R$ 4 milhões.

De acordo com o secretário de Turismo da cidade, Geraldo de Barros, a previsão é de que as obras sejam retomadas e fiquem prontas até o fim de 2019.

“Vamos seguir o cronograma solicitado pela secretaria estadual de turismo, já mandamos os projetos iniciar uma nova licitação, pois as que estavam em aberto expirou o prazo de cinco anos, para assim, conseguir finalizar essas obras. Queremos iniciar a licitação ainda dentro deste ano, para conseguir finalizar as obras até o fim de 2019”, explica o secretário.

E o risco de perder o título preocupa os comerciantes da cidade. Segundo o presidente da Associação Comercial Industrial Agropecuária de Avaré (ACIA), Cássio Jamil Ferreira, boa parte da renda do município é através do turismo local.

“Vamos fazer todos os esforços para que ela se mantenha como estância turística, que venham as verbas e que ela seja investida adequadamente para que consigamos atrair mais turistas para a cidade”, conta Cássio.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

2 thoughts on “AVARÉ PODE PERDER TÍTULO DE ESTÂNCIA TURÍSTICA

  1. Ilza Antônia Brasil

    Será que não vão acordar nunca? Avaré está cotada como uma cidade de excelência para idosos, acho que nem pra isso está servindo, basta ver o descaso com os idosos da cidade.
    E o largo do mercado então, cadê a revitalização do mercado, cadê calçadões para turistas e idosos? Tenho vergonha de trazer amigos até aqui pra conhecer a cidade e apresentar aquele mercado, que está mais para mercado de pulgas! Nossa Avaré antiga era bem mais bonita..Saudades.. https://uploads.disquscdn.com/images/8065120a2a2030e296925e3e2e75bb5c3c76df7ecd19de17a30c2daddb5c175f.jpg

    Reply
  2. OpiniaoDoSaraiva

    Dificilmente a cidade perderá o título, tem estância bem pior que Avaré nesses quesitos, porém só título de estância não sustenta nada, tem que ser de fato pelas ações e isso deixa muito a desejar. Um secretário que está conhecendo a cidade agora e redirecionamento de verbas carimbadas para uma única obra polêmica não dão muita esperança aos que esperam um turismo aquecido. Além de que o Comtur está loteado de conselheiros atrelados ao executivo como mostra a votação, com a presença do secretário nomeado, para a continuidade da obra, sonho do ex-prefeito, do boiódromo, dos 15 votos favoráveis à aprovação do projeto para ser enviado ao DadeTur, 10 estão na folha de pagamento da prefeitura, incluindo o próprio prefeito, 1 é esposa do presidente do conselho e outra presta serviço para a prefeitura, então a representatividade de sociedade civil, como rege um conselho, fica desproporcional.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *