APÓS IMPASSE, EDUCAÇÃO DIVULGA REMANEJAMENTO DOS ALUNOS DO MANECO DIONÍSIO

01/08/2018

Após reunião realizada na segunda-feira, dia 30 de julho, a Secretaria Municipal da Educação de Avaré definiu os locais onde os alunos da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Maneco Dionísio, passarão a frequentar as aulas a partir desta quarta-feira, dia 1º de agosto.

Segundo a Secretaria, os pais que não compareceram a reunião, estão sendo avisados por telefone. A reunião contou com a participação da maioria dos pais e responsáveis. O encontro ocorreu no auditório Elias Ward, localizado no prédio do Centro Cultural.

Informações dão conta que muitos reclamaram da Secretaria de Educação não ter definido o remanejamento com antecedência, já que as obras no Maneco tiveram início no dia 2 de julho, ou seja, no início das férias escolares. Para muitos, o fato teria sido falta de planejamento dos responsáveis pela pasta.

Confira como ficou o remanejamento dos alunos:

A Secretaria informa que vai disponibilizar transporte para os alunos se dirigirem aos novos locais de aula.

Segundo a Prefeitura, a EMEB Maneco Dionísio passa por reformas de adequação as normas de acessibilidade com o objetivo de garantir a alunos e servidores, absoluta segurança em suas unidades.

O executivo destacou ainda que o município teria firmado Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) junto ao Ministério Público (MP) para promover, de acordo com os prazos acordados, obras de adequação estrutural para obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e atender a necessidade de equipar seus prédios com dispositivos de acessibilidade como rampas, barras de apoio, banheiros, salas de aula preparadas para receber alunos com necessidades especiais de locomoção, nivelamento de pisos, entre outras providências. Cada secretaria tem prazos diferentes para cumprir.

A Educação possui mais de 40 prédios e concentra o maior número de obras a serem realizadas em um curto período de tempo. “Gestões que antecederam a atual se esquivaram da obrigação, colocando a possibilidade do acordo firmado junto ao MP ser inviabilizado, iniciando uma Ação Civil Pública com repercussões muito maiores”, destacou a Prefeitura por meio da Secretaria de Comunicação.

“Toda obra pública depende de anterior processo licitatório, desta forma, prazos de abertura, seleção e contratação de construtora não dependem da decisão pessoal da Secretária da Educação e sim, de respeito as regras que regem o processo de escolha. O prazo para início e término das obras da EMEB Maneco Dionísio já está correndo, não havendo outra forma de garantir a manutenção das atividades escolares sem a transferência dos alunos para novas unidades”.

A Prefeitura destaca ainda que “a transferência de alunos para novas escolas é um processo extremamente delicado e demanda a análise de uma série de fatores como o preparo de alimentos da merenda escolar, a disponibilidade de espaço suficiente para atender o mesmo número de alunos de cada classe removida e o aceite de unidades estaduais de ensino em receber alunos da rede municipal”.

“A Secretaria da Educação de Avaré reforça seu compromisso em oferecer aos seus alunos, um ensino público de qualidade, sempre pautado na enorme capacidade de todos os profissionais envolvidos no processo de aprendizado, desde os servidores da manutenção, passando pelos motoristas, professores, coordenadores e diretores”, finaliza a nota enviada à imprensa.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.