APÓS AÇÃO JUDICIAL, MARCOS ZALOTI EXTINGUE COMISSÃO ADMINISTRATIVA

03/02/2018

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Cerqueira César enviou, na sexta-feira, dia 2, uma nota à imprensa informando que o prefeito Marcos Zaloti extinguiu o Conselho Municipal de Administração.

A medida ocorreu após o Ministério Público solicitar que os irmão dos prefeito, sendo Flávio e Dirceu Zaloti, não entrem mais na Prefeitura.

“… prefeito Marcos Antonio Zaloti revogou, na manhã desta sexta-feira, dia 02 de fevereiro, o Decreto – 3965/2017 que sobre a criou o Conselho Municipal de Administração, fazendo cumprir a determinação da Justiça da Comarca de Cerqueira César”.

A Secretaria de Governo informa que, o Executivo irá se pronunciar somente após as investigações no Legislativo.

ENTENDA – A Justiça proibiu Dirceu Silvestre Zaloti e Flávio Darci Zaloti, irmãos do prefeito Marcos Antônio Zaloti (PRB) de Cerqueira César, de entrarem na Prefeitura.

A medida foi tomada depois que Ministério Público entrou com uma ação para investigar uma denúncia que diz que, embora Marcos Zaloti seja o prefeito, na prática quem administra o município são os irmãos Dirceu e Flávio.

Além disso, os irmãos devem se afastar do Conselho Municipal de Administração, no qual são membros.

Apesar do decreto ser de caráter liminar, o decreto com a nomeação deles também foi suspenso e impede que eles tenham qualquer atividade relacionada com a administração municipal, direta ou indiretamente, sob pena de multa diária de R$ 1 mil até o limite de R$ 500 mil.

DENÚNCIA – Segundo o Ministério Público, Dirceu e Flávio já têm condenação por 16 ações civis por improbidade administrativa e deveriam estar afastados do poder público por estarem inelegíveis. Dirceu, inclusive, já foi prefeito e teve o mandato cassado em 2007.

Ainda de acordo com o MP, assim que assumiu a prefeitura em 2017, o prefeito Macos Zaloti nomeou os irmãos como membros do Conselho Municipal de Administração. O órgão pede ainda a perda da função pública e suspensão dos direitos políticos do prefeito e dos dois irmãos dele.

COMISSÃO PROCESSANTE – Além disso, no início do ano, uma denúncia foi protocolada na Câmara , junto com um vídeo em que um homem, que seria Dirceu Zaloti, irmão do prefeito, dando dinheiro a outro homem, que seria o vereador Luiz Fernando dos Santos (PMDB).

O dinheiro, de acordo com a denúncia, seria para que o parlamentar apoiasse o prefeito em votações na Câmara. A leitura das denúncias contra o prefeito e o vereador seriam realizadas nesta quinta-feira (1º), mas foi retirada da pauta da primeira sessão do ano.

Em nota, a Câmara informou que foi convocada uma sessão extraordinária para a próxima segunda-feira (5) para tratar sobre o assunto. Isso porque, segundo a Câmara, será necessária a convocação de dois suplentes para que possam assumir as funções de vereadores durante a sessão.

A assessoria do prefeito Marcos Zaloti informou que ele não vai se pronunciar enquanto não for comunicado oficialmente sobre a denúncia.

O irmão dele, Dirceu Zaloti, disse por telefone que está em viagem e não tem conhecimento dos fatos. A reportagem da TV TEM não conseguiu entrar em contato com o vereador Luiz Fernando dos Santos.

Com informações do G1 e TV Tem/Itapetininga



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.